Guia definitivo para implantar um Programa de Ginástica Laboral – Parte 2/3

July 30, 2016

Esta é a segunda parte de uma série de 3 artigos em que vamos falar sobre o Guia definitivo para implantar um Programa de Ginástica Laboral.

 

Como complemento desta série de 3 artigos sobre Ginástica Laboral, preparamos uma aula com duração de 2 horas, em vídeo, e um e-Book.

 

Todos os alunos da Ergotríade School tem acesso a tudo isso e muito mais.

Assine a Ergotríade School por 1 ano ou compre a aula: Guia para implantação do Programa de Ginástica Laboral avulsa.

 

    

O QUE VOCÊ IRÁ APRENDER NESTE ARTIGO

Neste guia você irá encontrar as PERGUNTAS e RESPOSTAS CERTAS que todo gestor deve fazer antes de pensar em implantar um programa de ginástica laboral.

 

Ao final desses 3 artigos você será capaz de decidir sobre começar ou não e de gerenciar a implantação do Programa de Ginástica Laboral.

Vamos compartilhar nossa experiência adquirida ao longo de mais de 15 anos trabalhando com Programas de Saúde e Segurança Ocupacional, Ergonomia e Programas de Ginástica Laboral.

 

Além disso vamos compartilhar o constante aprendizado que as mais de 50 empresas do Brasil inteiro nos permitiu e nos permite aprender e aperfeiçoar nossas práticas todos os dias.

 

Para começar é preciso saber que, como o nome desse artigo sugere, a Ginástica Laboral deve ser trabalhada com um Programa, e que não deve ser visto como uma ação isolada dos demais projetos da empresa.

Pensar dessa maneira é um erro que custa caro.

 

Antes de pensar em qual exercício, que tipo de ginástica é melhor, se de fortalecimento ou de alongamento; o profissional responsável técnico e os gestores envolvidos, devem avaliar quais foram os resultados da análise ergonômica do trabalho.

Pois, havendo um risco ergonômico, a atividade deverá ser adequada. 

Essa ação, contribui para o sucesso do Programa de Ginástica Laboral como um todo, uma vez que com a adequação do posto e a eliminação ou mitigação do risco ergonômico, muitos ganhos são percebidos.   

 

LEVANTAMENTO PRÉVIO 

Uma vez que os gestores têm uma resposta satisfatória para as 5 perguntas abaixo:

  1. A empresa tem uma Análise Ergonômica do Trabalho?

  2. Eu conheço os riscos ergonômicos da empresa?

  3. Eu sei quais os setores, áreas e departamentos e os indicadores mais críticos da empresa?

  4. Os Gestores sabem quais são as principais causas dos riscos ergonômicos e de acidentes do trabalho?

  5. O responsável pela Ginástica Laboral, sabe quais são os segmentos corpóreos mais exigidos nas tarefas e funções desenvolvidas na empresa?

O próximo passo é seguir as 7 medidas que irão garantir que o Programa de Ginástica Laboral dê certo.

Nenhum programa é 100% garantido, porém se você seguir os passos certos, aqueles que já foram testados e que deram resultados, suas chances de sucesso aumentam.

 

7 MEDIDAS PARA GARANTIR QUE O PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL DÊ CERTO. 

1. Ter um PROPÓSITO incrível.

2. Ter uma META SMART.

3. Ter um TIME multi e interdisciplinar.

4. Estabelecer KPI’s.

5. Estabelecer uma AGENDA.

6. Fazer AUDITORIAS.

7. Criar um planejamento estratégico (Ex.: CANVAS).

 

TIPOS DE GINÁSTICA LABORAL
Chegando até aqui e tendo feito a lição de casa, você será capaz de eleger qual o tipo de Ginástica Laboral é o mais indicado para o cenário atual da empresa.

DE MODO GERAL SÃO 3 TIPOS DE PROGRAMAS, QUE PODEM ACONTECER EM DIFERENTES HORÁRIOS

  1. Preparatório ou de aquecimento (antes do início da jornada de trabalho).

  2. Compensatório ou de distencionamento (durante a jornada de trabalho).

  3. De relaxamento (ao final da jornada de trabalho).

Afim de cumprir com diferentes objetivos, sejam eles: ganho de força, ganho de flexibilidade, maior relaxamento das estruturas que foram exigidas em diferentes tarefas durante o horário de trabalho.

O profissional responsável pelo Programa de Ginástica Laboral, tem a sua disposição diferentes técnicas:       

  • Exercícios posturais.

  • Exercícios de força e resistência (com elástico, bola, bastão).

  • Iso Stretching.

  • Exercícios de equilíbrio.

  • Exercícios de coordenação.

  • Ioga.

  • Massagens.

Todavia, quando se fala em implantar um Programa de Ginástica Laboral, os objetivos vão além do ganho de força, de flexibilidade e de relaxamento.

A empresa que pensa em iniciar um projeto como esse, com certeza está olhando para a qualidade de vida das pessoas (ganho intangível) e para melhoria de seus indicadores – absenteísmo, turn over, acidentes – (ganhos tangíveis).

E o melhor investimento que uma empresa pode fazer para os seus funcionários é dar condições de trabalho, assim como fazer com que as pessoas se desenvolvam em todas as áreas de sua vida.

 

Veja o vídeo no qual eu falo no palco do EPICENTRO (o maior evento de empreendedorismo do Brasil) sobre o maior investimento que uma empresa pode fazer para um funcionário.

 

 


A Ginástica Laboral, assim como demais atividades que mudem a rotina das pessoas, trazem resultados incríveis.

 

5 COISAS QUE VOCÊ APRENDEU APÓS LER ESSE ARTIGO

  1. Antes de iniciar um Programa de Ginástica Laboral é preciso identificar e eliminar ou mitigar os riscos ergonômicos da empresa.

  2. Quais são as 7 medidas para garantir que o Programa de Ginástica Laboral dê certo.

  3. Quais são os 3 tipos de Ginástica Laboral.

  4. Quais os objetivos de um programa de Ginástica Laboral.

  5. Quais as diferentes técnicas que a empresa pode implantar, visando a qualidade de vida das pessoas.

Veja a matéria em que falamos sobre a Pirâmide da saúde física 

 

 

Você concorda com o que falamos até aqui?

Acredita que esse é o caminho certo?
Ou tem uma opinião diferente?

Deixe seus comentários.

 

Abraço e Vamos Pra Cima!!!

 

O complemento desta série, o artigo 3 de 3, será publicado na próxima semana.
Como foi dito, todos os alunos da Ergotríade School, tem acesso a aula sobre GL, com duração de 2 horas, em vídeo, e ao e-Book.

 

Please reload

Posts Em Destaque

A Engenharia da Ergonomia - Parte 1

September 6, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags