© 2018 por Ergotríade Gestão de Ergonomia

  • Facebook App Icon
  • YouTube Social  Icon

Os efeitos do álcool no organismo e nas empresas

July 28, 2016

Com a tolerância zero do uso do álcool ao volante, muitas dúvidas, comentários, mitos e lendas surgem acerca deste assunto.

O álcool tem reflexo tanto no funcionamento do organismo como na relação social. Nas empresas, por exemplo, pode ser um problema presente e muito grave.

Nesse artigo, adaptado do livro Ergonomia: Projeto e Produção, do Prof. Itiro Iida, vamos falar sobre os principais efeitos do álcool sobre o organismo e o trabalho.

 

 

 

 

Onde a água vai o álcool vai atrás.

 

O álcool mistura-se em qualquer proporção com água e, portanto, com o sangue. Uma vez ingerido, cai na corrente sanguínea e vai para os órgãos bem irrigados como pulmões, cérebro, fígado e rins.

 

Com isso, já entendemos o porquê daquela dor de cabeça depois de meter o pé na jaca. É devido à desidratação. Beber muita água ajuda na recuperação, mas o melhor mesmo é não exagerar na ingestão de álcool.

 

Volume x Tempo

 

A concentração máxima de álcool no sangue ocorre após 30 minutos da sua ingestão. Ele já começa a ser eliminado a partir da ingestão. Só, que se o volume for alto, pode levar de mais de 8 horas, até que o fígado tenha tempo suficiente para dar conta do recado. Um copo de Vodka (álcool destilado), é absorvido mais rápido que um copo de cerveja. Beber e comer junto retarda essa absorção.

Diga o que você come e eu lhe direi quanto tempo você vai ficar bêbado.

 

O tipo de alimento interfere no tempo de absorção do álcool, vejamos alguns exemplos:

 

Massas (carboidratos): a absorção é mais lenta.

 

Gorduras: o tempo de absorção é médio.

 

Carnes (proteínas): absorção rápida.

 

Além de tudo isso, mulheres, pessoas obesas e idosos são mais suscetíveis aos efeitos do álcool. Alguns fatores individuais também podem interferir nisso.

 

Ritmo Circadiano

 

Há influência no ritmo circadiano. (já escrevemos sobre os vespertinos e matutinos em uma matéria da Facebook, clique aqui e confira). No inicio da tarde, quando o organismo está mais ativo, o seu efeito manifesta-se mais rápido do que a noite.

 

Doses e seus efeitos

 

Em doses pequenas, de até 0,01% do volume do sangue, o uso pode ser benéfico ao sistema cardiovascular. Porém, a partir disso, começa a ser um problema, agravando-se a partir de 0,07%. Quando ultrapassa os 0,1% no sangue, provoca depressão e mudanças de humor, situações antagônicas, como gargalhadas ou choro. Aos 0,2% há perda de controle emocional.

 

Efeitos sobre o sistema neurológico e muscular

 

O reflexo sobre a fisiologia afeta tanto o sistema neurológico como muscular. Há um retardo dos impulsos nervosos, afetando a memória, por exemplo; descontrole motor e da fala. Os sentidos são afetados, visão, audição, mas esses são menos comprometidos. O sistema muscular é comprometido. Há perda de velocidade e precisão o que agrava, e muito, o risco de acidentes ao dirigir ou operar máquinas.

 

Efeitos sobre o trabalho

 

Nas industriais a produção de um trabalhador cai em cerca de 50% quando este ingere o equivalente a 0,09% de álcool.O álcool no trabalho traz consequências desastrosas, além de tudo o que já descrevemos acima, aumenta o risco de acidentes, autocrítica das pessoas, interfere nos relacionamentos interpessoais, além de causar dependência e inúmeros problemas de ordem social.

 

Informação é o primeiro passo para identificar e tratar um problema.

 

Nossa missão é gerar conteúdo que ajude as pessoas a tomarem melhores decisões.

 

Foi para isso que viemos e nada menos que isso interessa!

 

Um ótimo final de semana e divirtam-se!

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

A Engenharia da Ergonomia - Parte 1

September 6, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes