Por que uma empresa deve contar como um comitê de ergonomia?

November 22, 2016

 

Nos artigos anteriores do blog abordamos os benefícios da ergonomia organizacional ou industrial para as empresas entendendo que ter condições de trabalho mais adaptadas, contribui para maior qualidade de vida e consequentemente para trabalhadores mais motivados e engajados, podendo-se obter, mesmo que de forma secundária uma contribuição para alcançar melhores índices de produtividade.

 

Embora a ergonomia conte com a norma regulamentadora, a NR17, que regula e indica as melhores práticas que devem ser adotadas para que a atividade laboral possa ser exercida respeitando as capacidades psicofisiológicas de cada indivíduo no desempenho de suas atividades, a implementação das práticas ergonômicas em uma empresa deve fazer parte de um processo contínuo e sistematizado.

 

Dessa forma, implantar um COERGO (Comitê de Ergonomia) ou como eu gosto de chamar: Time de Ergonomia é um passo importante para as organizações que buscam alcançar a excelência no bem estar, segurança e saúde no trabalho, sendo que abaixo listamos alguns dos principais motivos para que toda empresa passe a contar com um Time de Ergonomia.

 

Motivos para estabelecer um Comitê de Ergonomia em uma empresa

 

As vantagens da aplicação de práticas ergonômicas nas empresas e para os trabalhadores são várias, assim como os motivos para adotar a ideia de contar com um COERGO dentro das empresas, confira alguns dos principais.

 

Conquistar certificações:

 

As certificações são importantes no mundo empresarial, afinal, permitem indicar a colaboradores, clientes, fornecedores e parceiros que uma empresa obedece as “melhores práticas de gestão”, pelo menos da teoria, seja da qualidade, como no caso da ISO 9001, ambiental, como o caso da ISO 14001 ou na segurança do trabalho com a OHSAS 18.001.

 

Conquistar essas certificações pode exigir uma série de mudanças na forma como os gestores enxergam seu negócio e demonstram que nem sempre práticas consolidadas são as que produzem os melhores efeitos.

 

Entre as diversas exigências para retirar as certificações citadas acima e se destacar em um determinado segmento, é necessário contar com um Time de Ergonomia, uma vez que para atender as exigências dessas auditorias é preciso estar em dia com as demandas da ergonomia.

 

A multi interdisciplinaridade está na raiz da ergonomia:

 

A ergonomia nasce da junção de conhecimentos de áreas distinta sendo em sua essência uma ciência multi interdisciplinar. Não pode ser encaixada em rótulos como humanas, exatas ou biológicas.

 

Quando um comitê de ergonomia é implantado em uma empresa, contando com funcionários de diferentes setores e departamentos, a troca de experiências, vivências e práticas de cada um permitem que as práticas ergonômicas sejam aplicadas de maneira assertiva.

 

Afinal, se a ergonomia organizacional abrange o todo da organização do trabalho, nada melhor que trabalhar como esse todo.

 

Auxílio na manutenção de uma gestão eficiente:

 

As empresas que buscam aplicar uma gestão eficiente, conta com índices de desempenho que são monitorados em cada um dos seus departamentos.

 

As práticas ergonômicas podem contribuir para a melhora desses índices atuando assim de forma conjunta na identificação de problemas e soluções possíveis, mostrando que se trata mais do que apenas seguir normas e regulamentações escritas em um manual.

 

Da mesma forma a realização de auditorias internas é fundamental para manter a solidez das organizações, sendo que o Comitê de Ergonomia poderia direcionar essas auditorias.

 

Manter as análises ergonômicas atualizadas:

 

Imagine que uma indústria que trabalha com diferentes maquinários possui suas práticas ergonômicas consolidadas como ter as análises ergonômicas do trabalho em dia, conhecendo as diferenças entre o prescrito e o real, por exemplo, ou identificando os possíveis riscos ergonômicos envolvidos nesses processos.

 

Eis que um dia os gestores adquirem um maquinário novo, mais moderno, demandando um novo processo e consequentemente alterando as condições analisadas com o cenário anterior.

 

O Time de Ergonomia tomaria a frente na iniciativa de redefinir e divulgar as práticas de sistematização do programa de ergonomia, mantendo sempre a organização do trabalho de uma empresa atualizada com aquilo que foi definido como boas práticas por várias frentes da empresa: operadores, áreas de suporte, gestores, departamentos técnico.

 

Esses são alguns dos principias motivos pelos quais as empresas deveriam contar com um Time de Ergonomia, entendendo que essa é uma prática que vem a contribuir com a gestão de uma organização em seus diferentes níveis – top down ou down top - permitindo assim o alcance de resultados de excelência e sucesso.

 

Continue acompanhando o nosso Blog para mais informações como esta!

 

Até o próximo post e Go ahead, together!

 

Este artigo foi escrito por:

 

Omar Alexandre Ferreira, sócio fundador da Ergotríade, é Fisioterapeuta do Trabalho, Engenheiro de Produção e Mestrando em Ergonomia e Rodrigo Cirino de Souza, sócio co-fundador da Ergotríade, é Engenheiro de Produção e Comunicador Social.

Please reload

Posts Em Destaque

A Engenharia da Ergonomia - Parte 1

September 6, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags