© 2018 por Ergotríade Gestão de Ergonomia

  • Facebook App Icon
  • YouTube Social  Icon

NR 17 - Entenda a norma regulamentadora!

October 18, 2016

 

 

Os benefícios da aplicação da ergonomia na organização de trabalho são conhecidos e esse campo do conhecimento cada vez mais ganha espaço nas empresas com a tomada de consciência da necessidade de melhorar a qualidade de vida no trabalho dos seus colaboradores para assim alcançarem melhores índices de produtividade.

 

Nesse sentido a norma regulamentadora nº17 do Ministério do trabalho e Emprego é ligada ao Capítulo V, da CLT,(Incluído pela Lei nº 6.514, de 22.12.1977), relacionada à segurança e saúde no trabalho, estabelece parâmetros que possibilitam a adaptação das condições de trabalho às condições psicofisiológicas dos trabalhadores.

 

Conhecer, compreender e aplicar à norma regulamentadora nº17 permite a adoção de medidas assertivas, dentro do espectro da legislação e com alto impacto nos resultados alcançados.

 

A importância da NR 17

 

O trabalho cumpre papel fundamental na vida humana, no entanto, a prática laboral, desde muito, também é responsável pelo surgimento de um número de doenças relacionadas às condições de trabalho enfrentadas.

 

Dessa forma desde as primeiras décadas do século passado os estados nacionais passaram a promulgar leis que buscam garantir a seguridade do trabalhador, definindo e regulamentando a organização do trabalho dentro das empresas.

 

Nesse sentindo a NR 17 é de vital importância ao definir que cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, verificando se obedecem ao mínimo das condições especificadas nas normas.

 

Considerando ainda que grande parte das doenças relacionadas ao trabalho tem como causa a exposição ao risco ergonômico como: jornadas em pé, esforços repetitivos, levantamento de carga e monotonia, fica ainda mais clara a sua importância.

 

Vale sempre ressaltar que o absenteísmo é uma dos grandes desafios enfrentados pelos gestores de diversos segmentos da economia no país, sendo que a ausência de funcionários motivadas por ocorrências relacionadas à saúde é um de seus principais motivos. Afeta profundamente o nível de produtividade das organizações.

 

E ainda: mesmo o desconforto no trabalho pode gerar baixa produtividade, minando a capacidade do trabalhador, logo se conclui que o cumprimento da norma, permitindo alcançar melhores condições de trabalho, é benéfico não apenas para os funcionários, mas também as empresas.

 

Mas afinal, do que trata à NR 17?

 

Dentro da NR 17 são apresentadas as condições que devem ser alcançadas referentes aos seguintes itens: levantamento, transporte e descarga de materiais; mobiliários dos postos de trabalho; equipamentos dos postos de trabalho; condições ambientais do trabalho; organização do trabalho.

 

Sendo que também foram anexados, posteriormente à norma, as regulamentações para as condições ergonômicas para as seguintes áreas: trabalho de operadores de checkouts; trabalho em tele atendimento/telemarketing.

 

Dessa forma são expostas as melhores práticas e condições mínimas para o exercício da atividade laboral, que devem ser adotadas por todas as organizações, independente de sua área de atuação, sendo fundamental que os gestores e tomadores de decisão possuam conhecimento sobre a mesma possibilitando sua aplicação na organização.

 

Ficou com dúvidas ou possui alguma sugestão? Deixe um comentário!

 

Até o próximo post e Go ahead, together!

 

Este artigo foi escrito por:Omar Alexandre Ferreira, sócio fundador da Ergotríade, é Fisioterapeuta do Trabalho, Engenheiro de Produção e Mestrando em Ergonomia e Rodrigo Cirino de Souza, sócio co-fundador da Ergotríade, é Engenheiro de Produção e Comunicador Social.

Please reload

Posts Em Destaque

A Engenharia da Ergonomia - Parte 1

September 6, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes