© 2018 por Ergotríade Gestão de Ergonomia

  • Facebook App Icon
  • YouTube Social  Icon

Facebook e Google plus, a próxima grande guerra.

July 26, 2016

 

 

Para falar de Google é preciso falar antes de inovação, criatividade, qualidade e, é claro, uma vontade quase incontrolável de dominar o mundo, pelo menos o mundo virtual. A molecada do Google, liderada por Larry Page e Sergey Brin, não ficaram admirando sua criação fantástica que indexava tudo e possibilitava encontrar tudo. Pelo contrário, eles foram à luta, criaram o Gmail e acabaram com todos os outros serviços meia boca que existiam na época; compraram o Youtube e fincaram sua bandeira colorida no terreno dos vídeos (o futuro da internet); o Chrome simplesmente esmagou o Explorer e o Firefox, e por ai vai, os caras não param, revolucionaram o mundo com o fantástico mapeamento de ruas e, não contentes, começaram a fazer o mesmo com o espaço e com o fundo do mar… Brincam em serviço e ainda fazem as coisas mais incríveis da internet… Falar o que?

 

Mas, em meio a isso tudo, o Mark, outro moleque esperto, decidiu também fazer coisas legais e criou o Facebook, que se tornaria em pouquíssimo tempo a maior rede social do mundo e uma das marcas mais valiosas. O Facebook é um fenômeno, conquistou 100 milhões de usuários em menos de nove meses. Só para se ter uma ideia, o rádio levou 38 anos para alcançar 50 milhões e a TV levou 13 anos… Hoje o Facebook já ultrapassou a marca de 1 bilhão de usuários ativos no mundo. Se fosse um país seria o terceiro mais populoso, ficando atrás somente de China e Índia.

 

É obvio que isso mexeu com a turma do Google, o FB fez com eles o que eles estavam acostumados a fazer com os outros, destroçou o já deprimente Orkut e se instalou no mundo todo, coisa que o Orkut nunca conseguiu. Os caras devem ter ficado p* da vida e começaram a se coçar. Mas, criar algo do zero para tentar enfrentar o gigante FB seria burrice, então o Google foi para a guerra usando suas armas, criou o Google Plus e começou a usar a máquina já existente para forçar usuários dos outros serviços Google a criarem seus perfiis no G+. O The Wall Street Journal publicou no dia 04/01/2013 uma matéria falando da polêmica que a ação do Google tem gerado nos Estados Unidos. Usuários quando tentam criar suas contas no Gmail, Youtube ou em qualquer outro serviço do Google percebem que a conta é global e está atrelada à criação de um perfil no G+, ou seja, uma integração dos serviços Google centralizada no seu perfil pessoal na rede G+… Com isso o Google já assume, num empate técnico, a quarta posição nos Estados Unidos, ficando atrás do FB, Linkedin e Twitter. Ou seja, os caras começaram e começaram com tudo, guerra é guerra… Alguém tem que morrer.

 

 

Falando um pouco do G+ em comparação ao Facebook, vamos chegar ao ponto de onde parti para escrever essa matéria, os caras não fazem nada ruim e, ao que parece desta vez foi o Facebook quem cometeu o erro fatal de ficar sentado no trono admirando suas conquistas. Muitos blogueiros especializados em tecnologia e social networking já apontam o G+ como a rede mais completa e fácil de usar. Entre as principais diferenças estão a criação dos círculos de amizade do G+, que permitem que o usuário organize seus amigos em círculos, possibilitando, inclusive a adição de uma pessoa a mais de um círculo, exatamente como é na vida real, um cara pode ser nosso amigo de faculdade e também de trabalho, por exemplo. Outra coisa matadora é a divisão de espaços dentro da rede, quem nunca ficou de saco cheio ao receber mil atualizações de aplicativos e jogos que os seus amigos fizeram? Isso não acontece no G+; o bate-papo do G+ também é mais inteligente, mensagens e conversas são armazenadas em locais distintos, não se misturam como acontece no FB; há também a possibilidade de conversas em grupos por vídeo, não somente com 10 pessoas como é no FB. E, para encerrar, a lógica de postagens não se limita aos seus amigos ou amigos dos amigos… No G+ você pode ler e comentar postagens de qualquer um, basta que essa postagem tenha repercussão e, com isso, tenha ganhado destaque, relevância na rede.

 

Bem, ainda não dá para afirmar o futuro das redes sociais, mas uma coisa é certa, a hegemonia de Zuckerberg está ameaçada e a turma do Google não vai dormir enquanto não vingar o mal que eles fizeram para o infeliz Orkut. Para nós, usuários comuns, ficarão as vantagens e a necessidade de conhecer o novo… E viva a concorrência!

 

E você, o que acha disso? Já conhece o G+, gosta dele ou prefere o FB?

 

Conte-nos, comente, critique, só não fique calado!

 

Vamos pra cima!!!

Please reload

Posts Em Destaque

A Engenharia da Ergonomia - Parte 1

September 6, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes