© 2018 por Ergotríade Gestão de Ergonomia

  • Facebook App Icon
  • YouTube Social  Icon

As lições que Ergonomia que estão na Bíblia

July 26, 2016

 

 

Em Harvard, a maior instituição educacional dos USA, o método de ensino é baseado em histórias ou cases de sucesso. Os professores conduzem as aulas de forma participativa e não expositivas.

Até a disposição das cadeiras na sala de aula é diferente da tradicional fileira indiana que conhecemos.

É comum, nas aulas, os docentes trazerem casos práticos, com problemas reais para que os alunos quebrem a cabeça na busca de soluções que sejam viáveis.

 

Afinal, no dia a dia das empresas é assim que funciona, nem sempre a melhor ideia é aquela possível de ser colocada em prática.

 

Moisés e seus discípulos foram os pioneiros nos conceitos de Ergonomia. Processos de fadiga muscular, adaptações ergonômicas e resultados, com uma proposta messiânica, são relatados, na Bíblia, de forma clara e objetiva.

 

Abaixo partes do texto onde Moisés participa de um caso de sucesso envolvendo uma ação ergonômica possível na época.

 

Caso de sucesso:

 

(…) Moisés ainda conduzia os Israelitas, rumo à Canaã, neste tempo veio Amaleque fazer guerra contra os Israelitas. Então Moisés chamou o seu servidor que se chamava Josué e ordenou que ele escolhesse homens corajosos entre os israelitas, para que pudessem sair e guerrear contra os amalequitas.

E Moisés disse também a Josué, que ele se colocaria no alto do monte e teria a vara de Deus em sua mão; aquela com a qual havia realizado vários milagres no Egito. Depois que saíram de lá, foi então que Josué, com os homens de guerra e Moisés, Arão e Hur subiram ao monte. Quando Moisés levantava a mão, Israel vencia…

 

“Oh como me cansa suspender esta vara por tanto tempo!” – Diz Moisés.

 

Nessa parte do texto fica claro o processo de fadiga decorrente da manutenção dos braços afastados do corpo com sustentação de carga próximo a altura da cabeça, sem que houvesse um suporte ou um mecanismo de regulação (pausa ou rodízio) para reduzir o esforço.

 

(…) “Mas quando abaixava a mão, venciam os amalequitas. Como as mãos de Moisés eram muito pesadas, colocaram uma pedra, para que Moisés apoiasse seus braços nela. Então Arão e Hur ficavam um de cada lado de Moisés, segurando seu braço levantado.”

 

Olha que incrível a adaptação ergonômica que Moisés fez. O apoio dos braços reduzia a sobrecarga trazendo melhores resultados (produtividade) a Moisés.

 

“Nós o ajudaremos. Não se preocupe! (dizem Arão e Hur os “ergonomistas” da época).

 

“As mãos de Moisés ficaram erguidas até o pôr-do-sol, e Josué e seu povo venceram a batalha.”

Podemos dizer com isso, que um dos primeiros livros a tratar de ações ergonômicas foi a Bíblia.

 

Quando você sugerir ao seu gerente, diretor, a necessidade de investir em uma ação ergonômica para melhorar uma situação de trabalho ou para alcançar um determinado resultado e ele pedir referências bibliográficas, além da NR-17, você pode mostrar a bíblia para ele.

 

Ergonomia é tudo! Tudo é Ergonomia.

 

A ergonomia está presente em tudo. Na nossa página no facebook - www.facebook.com/ergotriade/ -  postamos diariamente imagens de adaptações ergonômicas que facilitam nossas vidas no dia a dia.

 

Ao contrário do que as pessoas pensam, ergonomia não tem a ver com altos investimentos.

Um pequeno ajuste no arranjo físico, uma adaptação simples na máquina, um rodízio entre diferentes atividades fazem a diferença e trazem ganhos na produtividade, no conforto, na redução de sobrecarga, na prevenção de acidentes e, sobretudo, na vida das pessoas.

 

Eu sou a favor de simplificarmos a comunicação, utilizar exemplos práticos, casos de sucesso, histórias que demonstrem os resultados práticos.

 

Quando as pessoas entendem a mensagem fica mais fácil comprarem a ideia e a coisa toda acontecer, concorda?

 

É isso ai, bom final de semana e vamos pra cima!

Please reload

Posts Em Destaque

A Engenharia da Ergonomia - Parte 1

September 6, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes