© 2018 por Ergotríade Gestão de Ergonomia

  • Facebook App Icon
  • YouTube Social  Icon

A ergonomia por trás do novo Blackberry 10

July 26, 2016

Nesse mês tivemos a estréia do tão falado Blackberry 10. Blogs, podcasts, revistas, todo mundo comentando sobre o novo celular da antiga RIM, que agora assumi de vez o nome Blackberry, não mais só para denominar a marca do aparelho, mas como nome da companhia.

 

Dois modelos: Z10 e o Q10

 

 

 

O Z10, tem mais cara de iPhone, tela touch, só que sem o botão de home. Esse já é o primeiro aspecto ergonômico. A ideia é que você navegue sem precisar apertar uma tecla e consiga fazer isso com apenas uma das mãos.

 

Teclado híbrido

 

O modelo Q10 vem com teclado QWERTY (físico) + a tela touch. Sim, você pode ter a experiência incrível do teclado físico que só um BB pode oferecer e a interação com a tela do bicho por meio do touch. Essa talvez seja a grande sacada da ergonomia do aparelho.

 

A Blackberry foi a pioneira em investir no teclado dos celulares, antes mesmo dos Palms. Acreditando que a tendência seria utilizar e-mails com textos longos direto do celular e não só mandar sms. Bingo! Os caras estavam certos. Hoje se faz absolutamente tudo com os smartphones.

 

Isso é muito pessoal, mas para escrever textos muito longos o teclado físico é melhor, uma vez que permite maior sensibilidade e resposta motora, já que a propriocepção (percepção do próprio corpo) é maior do que os teclados virtuais.

 

Diferencial no software e não no hardware

 

O sistema corrige um problema incomodo. Quando você escreve um texto no teclado virtual, as palavras ficam juntas e você tem que ir com a lupa e separar, com o BB isso não é preciso o sistema reconhece e separa automaticamente.

 

Também distingue os idiomas e faz a transição de uma língua para outra de forma automática.

 

Tem a função que completa o texto pelo inicio da palavra. Você vai escrever e-r-g-o… e o bicho termina de escrever o resto da palavra ergonomia. Se funcionar como tem que ser, isso agilizará muito o trabalho.

Um dos recursos mais show de bola é o compartilhamento de tela. Você pode, em uma teleconferência ou até mesmo uma web palestra, compartilhar sua tela com uma apresentação. Mas, para isso, o cara do outro lado tem que ter o bicho também, sim! Nada é perfeito. Mas para empresas é uma ótima opção de celular corporativo.

 

 

 

Especificações

 

As especificações do aparelho são: uma tela generosa de 4.2 polegadas (mais conforto na hora de assistir um vídeo ou compartilhar a tela com seu interlocutor). Câmera de 8 MP. 2 GB de RAM. Armazenamento de 16 GB com possibilidade de expandir a memória interna (eu particularmente acho desnecessário ter mais memória, a tendência é ter tudo na nuvem, com um Dropbox, Box, Google Drive etc).

 

E é ai que o BB tem seu calcanhar de Aquiles, não conta com sistema de iCloud nativo. Além do número de aplicativos ainda ser pífio perto do que tem disponível para Android e IOS.

 

O fabricante garante uma autonomia da bateria de 10 dias em conversação e 13 dias em espera. Grava vídeo em HD. Resolução de 356 ppi. Comparando com o iPhone 5 que tem 326, por exemplo, o BB10 ganha no tamanho e na resolução da tela.

 

Um dos recursos bacanas é a divisão que você pode fazer entre a tela de trabalho e a pessoal. Isso permite uma maior organização entre as diferentes tarefas. As fotos, agenda  e até o papel de parede ficam divididos entre pessoal e profissional.

 

Eu uso ambos os sistemas, IOS e BB, e para mim são as melhores opções quando se fala em smartphones voltados para o trabalho.

 

E você? O que achou do novo BB10?

 

Se você está pensando em comprar um, vai ter que esperar mais um pouco, a previsão de chegada ao Brasil é só para o mês de março ou abril. Por enquanto, só na Inglaterra.

E outro detalhe: O sistema BB requer um plano de operadora, já que o sistema de servidor é diferente, você precisa de um plano de dados.

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

A Engenharia da Ergonomia - Parte 1

September 6, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes